Charles Manson: Não, ele não é um Serial Killer !

up-charlie

A internet é conhecida por ser um espaço anárquico e desorganizado, onde a qualquer momento você pode esbarrar com um texto completamente errado e sem sentido. Em alguns casos mais extremos esses absurdos fazem alguém perder a paciência e sentar numa cadeira para escrever um texto apenas para desmentir inverdades e esclarecer fatos. E é isso o que vou passar agora.

images

O personagem da vez é Charles Manson, um dos criminosos mais famosos do século 20. Minha crítica é com relação às centenas de textos publicados na internet a seu respeito, completamente errados, que desfiguram Manson e ainda contam sua história toda errada. E não pensem que esses são textos publicados em um blog qualquer ou em um fórum onde ninguém sabe nada. Eles são publicados em alguns dos mais famosos e acessados veículos de comunicação do Brasil.
Quero aqui esclarecer de uma vez por todas quem é esse cara e dizer NÃO!! CHARLES MANSON NÃO É UM SERIAL KILLER!

Digite Charles Manson no Google. Você certamente achará um link, de algum site conceituado, chamando Manson de assassino ou pior, serial killer. Lhes faço então a seguinte pergunta: Como alguém que nunca matou ninguém, pode ser chamado de assassino? E pior, assassino em série?

Todas as vezes que o diabólico Charles Manson aparece na mídia, ele é erroneamente tachado de serial killer. Talvez porque jornalistas achem o termo bonito, ou porque chama mais atenção para a notícia, ou porque achem que todo criminoso demente seja serial killer. O fato é que isso é um trabalho porco, que só contribui para a desinformação e desconhecimento. Se você vai escrever uma notícia, seja ela qual for, você deve entender sobre aquele assunto e deve utilizar corretamente os termos referentes. Eu não espero isso de um moleque de 13 anos que tem um blog, mas eu esperaria isso do site Uol, do R7, do G1 e tantos outros por ai.
Os equívocos sobre Charles Manson vem desde a época dos seus crimes e continuam até hoje, mas hoje, muito pior do que antes. Charles Manson foi o líder de um grupo conhecido como “Família Manson”.

images (1)

A Família Manson, composta por hippies, formou-se em plena contracultura dos anos de 1960. Charles Manson, um esquizofrênico paranóico, acreditava que o mundo estava à beira de uma guerra apocalíptica racial, guerra a qual ele chamou de “Helter Skelter” (nome de uma música dos Beatles). Em sua mente doentia, Manson decidiu precipitar essa guerra e orquestrou uma onda de assassinatos que foram cometidos por seus seguidores, ou seja, ele foi o mandante e os seus seguidores os executores dos assassinatos.

Os seguidores de Charles Manson assassinaram 9 pessoas, dentre elas, a  atriz hollywoodiana Sharon State, esposa do cineasta Roman Polanski que estava grávida de oito meses. Cinco dessas pessoas foram mortas de uma só vez, quando os seguidores de Manson invadiram a casa de Sharon Tate e assassinaram ela e mais quatro visitas que estavam na casa. No dia seguinte aos cinco assassinatos, os seguidores de Manson mataram um casal. Charles Manson não esteve presente em nenhum dos incidentes que culminaram na morte das 9 pessoas.

Primeira conclusão a que chegamos. Se Charles Manson não matou ninguém, ele não pode ser chamado de assassino, certo? Pior ainda serial killer. Se ele foi o mandante, não pode ser chamado de assassino. Assassino é quem mata. Se mandantes de crimes agora são chamados de assassinos ou serial killers essa é nova pra mim. OK, se Charles Manson não é assassino ou um serial killer, os seus seguidores, os que realmente assassinaram pessoas, seriam serial killers?

2532609-259967-charles-manson

Para responder essa questão temos que entender o conceito de assassinatos em série e assassinos em série. De acordo com o FBI, assassinatos em série são assassinatos (com intervalos de tempo) de duas ou mais vítimas, cometidas pela mesma pessoa. O período entre os assassinatos é o fator mais importante para se determinar se um assassino é ou não serial killer. Além disso, o serial killer tem imenso prazer no assassinato em si e vive aquele momento de forma bastante intensa, por isso, serial killers costumam matar uma pessoa por vez e quase nunca duas ou mais. É como se cada uma de suas vítimas representasse o seu mundo, eles podem passar horas torturando ou horas picando um corpo. Após o assassinato eles voltam para suas vidas normais em sociedade e, posteriormente, quando o desejo de matar torna-se irresistível, eles atacam novamente. Por isso o intervalo do assassinato entre uma vítima e outra é grande, podendo levar vários dias, semanas, meses e até anos. Ted Bundy, Jeffrey Dahmer, O Maníaco do Parque, são bons exemplos. Ted Bundy passava horas torturando suas vítimas mulheres. Jeffrey Dahmer não torturava, ao contrário, a sua “diversão” vinha quando sua vítima já estava morta e ele poderia fazer suas macabras experiências sexuais com seus cadáveres. O Maníaco do Parque torturava e estuprava suas vítimas antes de matá-las.

1

 jeffrey dahmer crime scene photo

Segunda Conclusão: Não!! Nem mesmo os assassinatos cometidos pelos seguidores de Charles Manson podem ser considerados assassinatos em série porque:

1º Foram cometidos por várias pessoas ao mesmo tempo;

2º Foram assassinadas várias vítimas ao mesmo tempo;

3º O intervalo entre os 7 assassinatos foi de menos de um dia;

Bom, se eles não são assassinos em série e seus crimes não caracterizam assassinatos em série, como eles poderiam ser classificados? O termo que verdadeiramente caracteriza os assassinatos da Família Manson talvez seja novo para vocês e chama-se spree killing. Os seguidores de Charles Manson são, portanto, spree killers.

Novamente vamos recorrer a quem entende da coisa para nos ajudar, o FBI. Segundo o FBI, spree killings caracterizam-se por assassinatos em dois ou mais locais com quase nenhum tipo de intervalo entre eles e cometidos por dois ou mais assassinos. Pronto! Os crimes da Família Manson são caracterizados como spree killings.

1º As 7 pessoas foram mortas em dois locais distintos, sendo cinco delas num mesmo local;
2º O intervalo entre as mortes foi de apenas um dia;
3º Os assassinatos foram cometidos por várias pessoas;
Significativamente não houve um período de reflexão emocional para os assassinos, algo que é presente em serial killer. Alguns até voltam para a cena dos crimes no intuito de reviver o assassinato.

images (2)– family manson crime scene

Se todo mandante de assassinato ou assassinatos forem chamados de serial killer será necessário rever todos os conceitos que envolvem esses tipo de assassinos.

charles_manson_swastika_forehead

Anúncios

2 comentários sobre “Charles Manson: Não, ele não é um Serial Killer !

  1. Concordo com o que você, escritor, disse! Você esclareceu, a todos, o fato desse homem não ser assassino ou serial, mas certamente doido ou louco ele não era!! Procure saber um pouco mais de simbologia e você entendera quem realmente foi Charles Manson!!!

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s